background_cinza2x.png

DO BLOG MANJERICÃO

Conservantes naturais

Atualizado: Jun 4

Ao deparar com uma embalagem na prateleira escrita: “contém conservantes naturais”, o que pensamos?

Este produto é saudável, não contém nada artificial, vou comprar.

Além disso, temos uma tendência a acreditar no que está em destaque na embalagem e não lemos o rotulo.

Já fizemos um post em nosso blog sobre aprender a ler rótulos e a importância dele no processo de emagrecimento.

Conservantes naturais não significa que o alimento contido ali dentro é bom.

aprenda a ler rótulos, é fundamental


Existe diversos tipos de conservantes naturais, os mais comuns são: sal, açúcar e óleo.

Provavelmente nenhum destes três fazem bem ao nosso corpo, certamente isso já foi super provado por pesquisas.

Um conservante tem o objetivo de prologar a vida de um produto e aumentar o seu prazo de validade.

Há diversos conservantes artificiais usados na indústria de alimentos, parece que pesquisas recentes têm testados alguns tipos de conservantes naturais.

O óleo de alecrim é um deles, ainda não há segurança suficiente do uso em larga escala pela indústria alimentar.

Não basta ter certeza de que o conservante natural aumentará a validade do produto, além disso, é necessário avaliar o consumo frequente, de qualquer novo conservante, ao longo de anos.

Por essa razão, é preciso tempo e muita pesquisa no desenvolvimento de novos conservantes.

Sal marinho


De certo modo, não há nada que indique que o sal, o açúcar e o óleo são prejudiciais enquanto conservantes naturais, a questão é a quantidade utilizada.

Muitas vezes, para surtirem efeito como conservantes naturais é utilizado em abundância, e dependendo da quantidade ingerida pode-se ultrapassar a recomendação diária destes itens.

Neste caso entra o conhecimento e informação, tão necessários em tempo de overdose de conteúdo gerados por especialistas e curiosos.

O importante é buscar fontes seguras, informação sem embasamento é um perigo.

Segundo o site da USP “alimentos sem mito”:

Sal e açúcar – O mais antigo conservante de que se tem notícia é o sal (NaCl). Ele extrai a água do alimento e, assim, os micro-organismos não têm água disponível para crescer. “O sal também causa uma pressão osmótica muito grande na célula microbiana. Assim como retira a água da carne, ele extrai a água que está dentro da bactéria, causando sua morte”, explica.”

Relevante falar que existe uma diferença entre: alimentos com conservantes naturais e alimentos sem conservantes.

mesa de fundo preto com duas colheres de madeira, uma com sal e outra com açúcar

Sal e açúcar, conservantes centenários


No primeiro caso os alimentos podem ter excesso de açúcar, sal ou óleo quando utilizados na função de conservantes naturais, o que de alguma forma é um perigo à hipertensos e diabéticos.

No segundo caso sem conservantes, são utilizadas técnicas, normalmente, de embalagens e cozimentos que evitam a proliferação de fungos e bactérias trazendo maior vida útil aos alimentos.

Alimentos com embalagens a vácuo, ultra congelamento e desidratação de frutas e legumes aumenta a vida útil de muitos produtos.

Porém, é necessário checar se estas técnicas estão sendo utilizadas seguindo todos os processos de segurança alimentar, porque assim o alimento ao ser embalado está livre de contaminação.

De nada adianta técnicas avançadas para não usar nenhum tipo de conservante se não houver os cuidados necessários durante o processo de produção.

Um alimento contaminado e congelado continua com seus microrganismos que permanecem se desenvolvendo, mesmo de forma lenta, durante o método de congelamento.

Sempre reforçamos a importância de se preparar as próprias refeições com ingredientes frescos comprados na feira, só assim se pode ter a certeza do que se coloca no prato.

Descasque mais e desembale menos, separe um tempo do seu dia ou da sua semana e invista na sua saúde e no que coloca dentro do seu corpo.

Sempre procure a orientação de um médico ou nutricionista, cada pessoa é única e desenvolve necessidades especificas.

Leia também em nosso blog:

  1. alimentos que diminuem o cansaço

  2. Gojiberry e emagrecimento

  3. Oleo essencial de lavanda e seus benefícios

  4. Chás para problemas de digestão

  5. Como são feitos os óleos essenciais

  6. receitas de queijos vegano

Gostou? Deixe seu comentário aqui embaixo e compartilhe com os amigos.

Somos uma loja de produto naturais com mais de 330 itens a granel.

Estamos localizados em São Paulo, Parque São Domingos, Zona Oeste, Pirituba.

O melhor do produto natural com qualidade, sempre dicas e receitas incríveis para uma vida saudável.

Veja nossa página de receitas e aprenda a fazer pratos simples, saborosos e com ingredientes naturais.

Certamente você não vai querer ficar fora de tanta dica incrível.

Nossa loja virtual é segura e você compra alimentação saudável, veganos, vegetarianos, feira orgânica, produtos sem glúten e sem lactose: www.loja.emporiomanjericao.com.br.

Quer receber nosso newsletter semanal? Clique aqui e se cadastre.

Este blog é apenas informativo e em nenhuma hipótese dispensa a consulta com um profissional especializado como um médico ou nutricionista.

Alimentos sem conservantes e sem agrotóxicos no parque são domingos,

onde comprar Alimentos sem conservantes e sem agrotóxicos em Pirituba,

Alimentos sem conservantes e sem agrotóxicos Vila na Leopoldina,

Alimentos sem conservantes e sem agrotóxicos na lapa,

onde encontrar Alimentos sem conservantes e sem agrotóxicos Pirituba e parque são domingos,

receitas de Alimentos sem conservantes e sem agrotóxicos vila Jaguará e Jaraguá

#comconservaralimentos #comidadeverdade #comolerrotulos #conservantesnaturais

3 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

SIGA NOSSO INSTAGRAM

instagram.png

PERGUNTAS FREQUENTES

#demo.question.question1#


#demo.question.question1.answer1#




#demo.question.question2#


#demo.question.question2.answer1#

  1. #demo.question.question2.answer2#
  2. #demo.question.question2.answer3#
  3. #demo.question.question2.answer4#
  4. #demo.question.question2.answer5#




#demo.question.question3#


#demo.question.question3.answer0#

  1. #demo.question.question3.answer1#
  2. #demo.question.question3.answer2#
  3. #demo.question.question3.answer3#
  4. #demo.question.question3.answer4#
  5. #demo.question.question3.answer5#




#demo.question.question4#


#demo.question.question4.answer1#